You are currently viewing Leite de vaca faz mal?

Leite de vaca faz mal?

O leite de vaca integra a alimentação de muitas pessoas diariamente, e tem sido assim há milênios. Embora ainda seja um alimento popular, estudos recentes sugerem que o leite pode ter efeitos nocivos para o corpo. 

Infelizmente ao longo das últimas décadas o leite de vaca foi posicionado como um superalimento, responsável por ossos fortes. Mas a pesquisa recente mostra que não é bem assim.

Além disso, o leite de vaca causas diversos problemas ao nosso sistema digestivo e é o responsável por alergias e pela intolerância. Sobre esses, e muitos outros temas, abordo no artigo abaixo.

Vamos conferir?

Os humanos são uma exceção

Exceto por animais sob influência humana e algumas espécies de gaivotas que roubam leite de focas lactantes, os humanos são a única espécie conhecida que bebe o leite materno de outra espécie, e a única espécie conhecida que continua a beber leite materno até a idade adulta. 

O leite de uma vaca é tão necessário quanto o leite de qualquer outro animal para seus filhos. O leite materno é o alimento perfeito para bebês humanos, enquanto o leite de vaca é o alimento perfeito para vacas bebês. 

Ele também contém naturalmente uma grande quantidade de hormônios e proteínas necessárias para transformar um bezerro de 36 quilos em uma vaca de 500 quilos em um ano. 

Essa quantidade de proteínas e hormônios não é apenas desnecessária, mas também prejudicial à saúde humana. 

Além de conter gorduras saturadas, colesterol, hormônios e muita proteína, o leite também está relacionado ao câncer testicular, de mama e de próstata.

Leia também::: Como manter a saúde intestinal de forma natural?

Próstata e outros cânceres

Quando se trata de riscos mais graves relacionados ao consumo de leite de vaca, vale a pena proceder com cautela. 

Alguns estudos indicam que o consumo de laticínios, incluindo leite integral, está intimamente relacionado com as taxas de câncer de próstata. 

O consumo de laticínios também foi associado ao câncer endometrial. Especialmente em mulheres mais velhas que não receberam terapia hormonal pós-menopausa.

Grande parte da preocupação com o leite de vaca gira em torno dos hormônios de crescimento que ele contém, a maioria dos quais ocorre naturalmente porque vem de uma vaca lactante. 

O câncer é uma doença de crescimento anormal, mas as consequências desse efeito estimulador do crescimento com o consumo de longo prazo de leite em humanos não são claras. E uma possibilidade é que isso possa aumentar o risco de câncer.

Ele rouba o cálcio

Embora o leite de vaca seja rico em cálcio, também é rico em proteínas. O excesso de proteína em nossa dieta faz com que o cálcio saia de nossos ossos.

Ou seja, aquela velha história de que o leite de vaca era fundamental para construirmos ossos fortes não é bem assim 

Quando bebemos leite de vaca, nosso organismo se acidifica. E o corpo, para combater esse aumento da acidez, usa o magnésio presente no nosso corpo, e que está depositado principalmente nos ossos.

Quando esse magnésio é retirado dos ossos, invariavelmente retira também o cálcio, deixando nossos ossos mais fracos.

Além disso, a ingestão de cálcio pode ser menos importante para a saúde óssea do que fomos levados a acreditar. 

Um estudo realizado por pesquisadores da Escola de Saúde Pública de Harvard descobriu que o aumento do consumo de leite e outros alimentos ricos em cálcio por mulheres adultas não reduziu o risco de fraturas ósseas osteoporóticas.

Leia também::: Agentes químicos: Saiba onde é possível encontrá-los

Desencadeia diabetes tipo 1

O leite de vaca é destinado a bezerros. Por isso contém três vezes mais proteína do que o leite humano. 

Você pode pensar que mais proteína é bom para sua saúde, mas isso não é verdade. De acordo com este estudo, a proteína do leite de vaca desempenha um papel significativo no desencadeamento do diabetes tipo 1. 

O consumo de leite de vaca pode resultar na destruição autoimune das células beta do pâncreas responsáveis ​​pela produção de insulina.

Intolerância à lactose

Além disso, o leite de vaca contém um açúcar chamado lactose, que pode ser difícil para as pessoas digerirem. Isso pode resultar em vários sintomas, como gases, distensão abdominal ou até náuseas. 

No entanto, às vezes, os sintomas de intolerância à lactose podem ser ainda mais sutis do que as pessoas imaginam. 

Se uma pessoa é levemente intolerante, ela pode não ser capaz de fazer a conexão entre o inchaço e os laticínios que consumiu.

Existem muitos contaminantes no leite

Os produtos lácteos contribuem com um quarto a metade da ingestão alimentar de dioxinas da maioria das pessoas. 

“Dioxinas” é uma palavra genérica para qualquer composto altamente tóxico produzido como resultado de alguns processos de fabricação. 

Todas essas toxinas não saem prontamente do corpo e podem eventualmente atingir níveis prejudiciais que podem afetar os sistemas imunológico, reprodutivo e nervoso central, e também têm sido associadas ao câncer.

Outros contaminantes frequentemente introduzidos durante o processamento de produtos lácteos incluem melamina. Ela é encontrada em plásticos e afeta negativamente os rins e o trato urinário devido ao seu alto conteúdo de nitrogênio e toxinas carcinogênicas, incluindo aflatoxinas  

Quando os fazendeiros tratam vacas para doenças como mastite, usam antibióticos — o que significa que o leite também pode ter essa contaminação.

Leia também::: Qual a relação entre depressão e hormônios?

Deixe o leite para trás

Como fica claro no artigo, o leite de vaca é bastante prejudicial ao nosso corpo. Nosso organismo não foi feito para o consumo de leite depois de adultos — como nenhum outro animal é.

Portanto, devemos deixar para trás o consumo de leite de vaca e seus derivados, se desejarmos ter uma vida saudável e com mais saúde.

Espero que o artigo sobre o mal que o leite de vaca faz ao nosso organismo lhe tenha sido útil. E para mais dicas e muita informação, siga meu canal no Youtube!

Deixe uma resposta