You are currently viewing Quando devemos usar suplementos?

Quando devemos usar suplementos?

Os suplementos são produtos que concentram grande quantidade de nutrientes e são utilizados para complementar a ingestão alimentar em situações especiais, mas jamais devem substituir uma alimentação saudável.

Em circunstâncias normais, uma dieta adequada e equilibrada fornece praticamente todos os nutrientes necessários para o normal desenvolvimento e manutenção de um corpo saudável.

Porém, vemos cada vez menos pessoas se alimentando direito, ou mesmo ingerindo quantidades insuficientes de determinados nutrientes. Nestes casos, passa a ser indicado os suplementos, mas sempre de forma individualizada e seguindo a orientação do profissional de saúde.

Para explicar mais sobre o tema, e também quais os benefícios dos suplementos, compartilho com vocês o artigo abaixo. Confira!

O que são suplementos?

Os suplementos são substâncias que, como a própria palavra diz, complementam a alimentação e a equilibram. 

Seu objetivo é agregar maior valor nutricional à dieta em horários específicos ou quando, por condições específicas, esses nutrientes não estão sendo consumidos. 

É importante deixar claro que os suplementos nunca devem atuar como substitutos dos alimentos. 

Seu uso pode ser justificado em alguns grupos populacionais ou fases da vida, por exemplo, no caso de gestantes, pessoas com pouco acesso à luz solar e baixo consumo de produtos lácteos integrais, vegetarianos, pessoas com distúrbios metabólicos ou pacientes em uso crônico medicamento que causa deficiência de vitaminas.

Quais os tipos de suplementos que existem?

Existem vários tipos, tais como vitaminas, minerais, ácidos graxos, proteínas, plantas (o que chamamos de fitonutrientes), enzimas, extratos glandulares…

Mas os benefícios dos suplementos nutricionais na medicina atual são muitos e variados, desde a obtenção de uma alimentação mais equilibrada e saudável até a prevenção de doenças. 

Cada paciente, dependendo de sua idade, seu estilo de vida, onde mora ou suas necessidades vitais, pode precisar de uma suplementação diferente. 

Por isso é muito importante praticar a medicina integrativa e consultar seu médico ou outro profissional de saúde.

Leia também::: Exercício físico como medicamento

Quando seria necessário recorrer a este tipo de suplementos?

Aliás, existem vários casos muito claros, como o de mulheres grávidas, que precisam de ácido fólico antes e depois da concepção para evitar a frequência da incidência de defeitos do tubo neural no bebê. 

Vitaminas e zinco também demonstraram retardar a progressão de uma doença chamada degeneração macular relacionada à idade, uma patologia da retina. 

Além disso, outra aplicação muito clara é a suplementação com ácidos graxos ômega-3 DHA que, também em gestantes, melhora o desenvolvimento cerebral do bebê e previne a depressão pós-parto. 

Ou na menopausa, onde para a prevenção da osteoporose é necessário tomar vitamina D. E um atleta precisa tomar antioxidantes porque o esporte é uma atividade que oxida muito seu organismo.

Leia também::: Como evitar os cabelos brancos nos jovens?

Mas jamais faça a autosuplementação

É muito importante, antes de tomar suplementos, consultar seu médico para estabelecer um tratamento completo e seguindo a dosagem ideal para sua condição. 

Mas também é importante não exceder a dose recomendada de suplemento ou o tempo recomendado. Mesmo vitaminas e minerais, quando consumidos em excesso, podem ter um efeito tóxico no organismo.

Portanto gente, usem suplementos quando indicado pelos profissionais da saúde. E para saber mais sobre os riscos da automedicação, confiram um vídeo que preparei para o meu canal do Youtube e que compartilho com vocês abaixo!