You are currently viewing O estresse é realmente um vilão em nossas vidas?

O estresse é realmente um vilão em nossas vidas?

Todos nós enfrentamos desafios estressantes. Mas é importante que não deixemos que ele tome o controle de nossas vidas. O estresse só se torna um problema quando não conseguimos gerenciá-lo.

Por isso, mais que conhecer os sintomas do estresse, é fundamental evitar que ele se torne um problema crônico em nossas vidas. Quando isso acontece, nossa saúde é diretamente impactada negativamente.

Para saber mais sobe o estresse bom e ruim, e o que fazer para gerenciá-lo de forma estratégica, confiram o artigo que compartilho abaixo!

O estresse bom

Você pode pensar que qualquer tipo de estresse é ruim, mas esse não é o caso. O bom é o tipo que você sente quando está excitado. Seu pulso acelera e seus hormônios aumentam, mas não há ameaça ou medo.

Ou seja, você pode sentir esse tipo de estresse ao andar de montanha-russa, competir em um jogo ou ir a um primeiro encontro. É quando dá aquele friozinho na barriga.

O bom é de curto prazo e inspira e motiva você, concentra sua energia e melhora o desempenho.

Leia também::: Qual a função da glândula pineal no contexto da saúde metabólica?

E o ruim?

O estresse ruim, no entanto, é do tipo que o desgasta, o deixa nervoso e é prejudicial à sua saúde. 

Mau estresse, ou angústia, pode levar à ansiedade, confusão, falta de concentração e diminuição do desempenho.

Além disso, o ruim pode ser de curto prazo (agudo) ou de longo prazo (crônico). O agudo não afeta muito o seu corpo se você puder encontrar maneiras de relaxar rapidamente. 

No entanto, o estresse crônico, quando você enfrenta estressores repetidamente, pode prejudicar seu corpo e causar efeitos negativos à saúde. 

O crônico pode causar dores de cabeça, insônia, ganho de peso, ansiedade, dor e pressão alta.

Os estressores crônicos comuns incluem:

  • Relacionamentos ruins ou opressores
  • Problemas com dinheiro
  • Trabalho
  • Saúde não gerenciada ou problemas de saúde mental
  • Desigualdades raciais
  • Perda percebida

Aliás, tanto o estresse bom quanto o ruim resultam na liberação de hormônios pelo corpo, como adrenalina e cortisol, que desencadeiam sinais comuns: borboletas no estômago, coração acelerado e palmas das mãos suadas. 

Em última análise, o que distingue o estresse bom do ruim é como você reage ou se sente em relação à experiência.

Quais são as consequências de longo prazo?

Um pouco de estresse de vez em quando não é algo para se preocupar. Mas o estresse crônico e contínuo pode causar ou piorar muitos problemas graves de saúde, incluindo:

  • Problemas de saúde mental, como depressão, ansiedade e transtornos de personalidade
  • Doenças cardiovasculares, incluindo doenças cardíacas, hipertensão, ritmos cardíacos anormais, ataques cardíacos e derrames
  • Obesidade e outros transtornos alimentares
  • Problemas menstruais
  • Disfunção sexual, como impotência e ejaculação precoce em homens e perda de desejo sexual em homens e mulheres
  • Problemas de pele e cabelo, como acne, psoríase e eczema, e queda de cabelo permanente
  • Problemas gastrointestinais, como gastrite, colite ulcerativa e cólon irritável

Leia também::: 5 pilares para uma vida em equilíbrio

Fique longe do estresse crônico

O estresse faz parte da vida. O que mais importa é como você lida com isso. A melhor coisa que você pode fazer para evitar a sobrecarga e as consequências para a saúde que a acompanham é conhecer seus sintomas.

Mas se você ou um ente querido estiver se sentindo sobrecarregado pelo estresse, converse com seu médico. Muitos sintomas também podem ser sinais de outros problemas de saúde. 

Seu médico pode avaliar seus sintomas e descartar outras condições. Além disso, procure levar uma vida mais leve, evite preocupações desnecessárias, tenha uma boa alimentação, pratique exercícios físicos e durma bem.

Assim você dá ao seu corpo melhores condições de saúde, ao mesmo tempo que aprende a lidar melhor com o estresse e evitar suas consequências. Por fim, para saber mais sobre o tema, confira ainda o vídeo que preparei para meu canal do Youtube dando o play abaixo!