You are currently viewing O que acontece com seu corpo se você não dorme o suficiente?

O que acontece com seu corpo se você não dorme o suficiente?

Se come bem e se exercita regularmente, mas não dorme o suficiente todas as noites, pode estar prejudicando todos os seus outros esforços.

E não estou sendo dramática não! O sono é crucial para a nossa saúde — e muitos de nós estão carentes quando se trata disso.  

Quem me acompanha sabe o quanto defendo as boas e revigorantes noites de sono para termos mais saúde. Inclusive, sobre o papel da melatonina em nosso organismo.

É por isso que preparei este artigo hoje, falando sobre o que acontece com seu corpo quando não dorme o suficiente. Para conferir, é só seguir a leitura!

A importância do sono

Seu corpo precisa dormir, assim como precisa de ar e comida para funcionar da melhor maneira possível. 

Durante o sono, seu corpo se cura e restaura seu equilíbrio químico. Seu cérebro cria novas conexões de pensamento e ajuda na retenção da memória.

Sem sono suficiente, seus sistemas cerebrais e corporais não funcionarão normalmente. Também pode diminuir drasticamente sua qualidade de vida.

Inclusive, um estudo descobriu que dormir muito pouco à noite aumenta o risco de morte precoce.

Estimulantes, como a cafeína, não são suficientes para anular a profunda necessidade de sono do seu corpo. Na verdade, isso pode piorar a privação do sono, tornando mais difícil adormecer à noite.

Isso, por sua vez, pode levar a um ciclo de insônia noturna seguido de consumo diurno de cafeína para combater o cansaço causado pelas horas perdidas de olhos fechados.

Nos bastidores, a privação crônica do sono pode interferir nos sistemas internos do seu corpo e causar diversos sintomas que afetarão diretamente sua qualidade de vida e bem-estar.

Leia também::: 7 medicamentos naturais para vencer a insônia

Os impactos se você não dormir o suficiente

O ideal é dormir ao menos mais de 7 horas por noite. E mais que isso, é preciso que este sono seja de qualidade, para que no outro dia sinta-se disposto e recuperado.

Caso contrário, os efeitos de não dormir o suficiente podem causar:

Sistema nervoso central

Seu sistema nervoso central é a principal via de informação do seu corpo. O sono é necessário para mantê-lo funcionando corretamente, mas a insônia crônica pode atrapalhar a forma como seu corpo geralmente envia e processa informações.

Durante o sono, caminhos se formam entre as células nervosas (neurônios) em seu cérebro que o ajudam a lembrar de novas informações que você aprendeu. A privação do sono deixa seu cérebro exausto, então ele não pode cumprir suas funções também.

Você também pode achar mais difícil se concentrar ou aprender coisas novas. Os sinais que seu corpo envia também podem ser atrasados, diminuindo sua coordenação e aumentando o risco de acidentes.

Mas a privação do sono também afeta negativamente suas habilidades mentais e estado emocional. Por exemplo você pode se sentir mais impaciente ou propenso a mudanças de humor. Também pode comprometer os processos de tomada de decisão e a criatividade.

Sistema imune

Enquanto você dorme, seu sistema imunológico produz substâncias protetoras que combatem infecções, como anticorpos e citocinas. Ele usa essas substâncias para combater invasores nocivos como bactérias e vírus.

Certas citocinas também ajudam a dormir, dando ao seu sistema imunológico mais eficiência para defender seu corpo contra doenças.

A privação do sono impede que seu sistema imunológico aumente suas forças. Aliás, se você não dormir o suficiente, seu corpo pode não ser capaz de se defender de invasores e também pode levar mais tempo para você se recuperar de uma doença.

A privação de sono a longo prazo também aumenta o risco de doenças crônicas, como diabetes mellitus e doenças cardíacas.

Sistema respiratório

A relação entre o sono e o sistema respiratório é bilateral. Por exemplo, um distúrbio respiratório noturno chamado apneia obstrutiva do sono (AOS) pode interromper e diminuir a qualidade do sono.

Ao acordar durante a noite, isso pode causar privação do sono, o que o deixa mais vulnerável a infecções respiratórias, como resfriados e gripes comuns. 

A privação do sono também pode piorar as doenças respiratórias existentes, como doenças pulmonares crônicas.

Sistema digestivo

Além de comer demais e não se exercitar, a privação do sono é outro fator de risco para o excesso de peso e obesidade. 

O sono afeta os níveis de dois hormônios, leptina e grelina, que controlam a sensação de fome e saciedade.

Igualmente, a leptina diz ao seu cérebro que você já comeu o suficiente. Sem dormir o suficiente, seu cérebro reduz a leptina e aumenta a grelina, que é um estimulante do apetite. 

Mas o fluxo desses hormônios pode explicar os lanches noturnos ou por que alguém pode comer demais no final da noite.

A falta de sono também pode fazer você se sentir muito cansado para se exercitar. Com o tempo, a atividade física reduzida pode fazer você ganhar peso porque você não está queimando calorias suficientes e não construindo massa muscular.

Sistema cardiovascular

O sono afeta os processos que mantêm o coração e os vasos sanguíneos saudáveis, incluindo aqueles que afetam os níveis de açúcar no sangue, pressão arterial e inflamação. 

Mas também desempenha um papel vital na capacidade do seu corpo de curar e reparar os vasos sanguíneos e o coração.

Ou seja, as pessoas que não dormem o suficiente são mais propensas a ter doenças cardiovasculares. Uma análise ligou a insônia a um risco aumentado de infarto e derrame.

Sistema endócrino

A produção de hormônios depende do seu sono. Afinal, para a produção de testosterona, você precisa de pelo menos 3 horas de sono ininterrupto, que é aproximadamente o momento do seu primeiro episódio de REM. Acordar durante a noite pode afetar a produção de hormônios.

Essa interrupção também pode afetar a produção do hormônio do crescimento, principalmente em crianças e adolescentes. 

Esses hormônios ajudam o corpo a construir massa muscular e reparar células e tecidos, além de outras funções de crescimento.

A glândula pituitária libera o hormônio do crescimento ao longo de cada dia, mas o sono e o exercício adequados também ajudam na liberação desse hormônio.

Leia também::: 4 benefícios da cúrcuma para a saúde

Durma bem e tenha mais saúde

Como pode acompanhar até aqui, dormir bem é fundamental para uma boa saúde. Em contrapartida, quando você não dorme o suficiente à noite, diversas áreas do seu corpo são impactadas negativamente.

Por isso, procure ir para a cama mais cedo, preferencialmente antes das 22 horas, evite telas antes de dormir, mantenha o quarto o mais escuro, silencioso e confortável durante a noite. Assim, conseguirá dar o descanso que tanto precisa.

Por fim, espero que tenha gostado do artigo sobre o que acontece com seu corpo quando não dorme o suficiente e, para mais dicas e muita informação, siga também minhas redes sociais. Estou no Instagram, Facebook e Youtube!

Deixe um comentário