You are currently viewing Remédio, medicamento ou suplemento: entenda as diferenças

Remédio, medicamento ou suplemento: entenda as diferenças

Infelizmente, os conceitos de remédio, medicamento e suplemento ainda são nebulosos para a maior parte das pessoas.

A falta de compreensão entre esses nomes gera mais do que uma simples confusão.

Traz impactos diretos para a saúde de muitas pessoas que buscam por acabar com seus sintomas, porém, sem dar atenção às reais causas.

Ao silenciar os incômodos pontuais, infelizmente, essas pessoas deixam de buscar auxílio para investigar o motivo das dores e do mal estar.

Enquanto isso, tendem a confundir a ação de um medicamento com os efeitos positivos que a suplementação ou mesmo os remédios poderiam proporcionar.

Escrevi este artigo exatamente para explicar essas diferenças e contribuir para a sua qualidade de vida.

O que é medicamento?

O medicamento é um produto industrializado que, na maioria das vezes, é usado para aliviar algum sintoma que o paciente está sentindo.

Em alguns casos, sua aplicação é necessária. Porém, muitas vezes, o uso contínuo de um medicamento tende a provocar efeitos colaterais que colocam o paciente num ciclo infinito de outros medicamentos.

É comum que, ao final de tudo, o paciente sequer lembre qual foi o primeiro sintoma tratado.

Isso porque, quando recebe a receita médica, o profissional responsável pela prescrição sequer tem consciência sobre os efeitos colaterais, que costumam manifestar-se em outros órgãos.

Dessa maneira, o paciente tende a buscar por outro especialista que também vai prescrever outro tipo de medicamento.

Em especial quando ele usa medicamentos por sua própria conta. Sem orientação médica, simplesmente forma a sua própria farmácia em casa.

Esse é um sério problema nos sistemas de saúde atualmente. Todos esses medicamentos são metabolizados pelo fígado, órgão que tende a ficar sobrecarregado quando diferentes tipos de medicamento são ingeridos pela pessoa.

Em muitos casos, os medicamentos não curam. Apenas mascaram outros sintomas e, por isso, podem ser considerados venenos.

Infelizmente, não são capazes de proporcionar a saúde que o paciente tanto necessita.

O que é remédio?

Embora seja tratado como sinônimo para medicamento, remédio é exatamente o oposto.

Podemos considerar remédio tudo que cura.

Sol pode ser considerado remédio, assim como o alimento saudável, a água, uma noite de sono reparador, entre outras fontes de restauração e vitalidade.

Relacionamentos felizes, exercícios físicos e até pensamentos positivos podem ser considerados remédios!

Isso porque vem para remediar algo que está em desequilíbrio no organismo.

E o papel do suplemento?

O suplemento não é medicamento, mas, pode muito bem ser remédio!

Suplementar é dar ao organismo algo que está em falta e nem sempre a alimentação supre. Por melhor que seja a alimentação, em muitos casos, nosso solo está cada vez mais pobre e isso interfere na composição do alimento. Sem falar na alta concentração dos agrotóxicos.

Assim, a suplementação pode ser indicada para suprir as necessidades do organismo por vitaminas, minerais e outros nutrientes essenciais para uma vida mais saudável.

Essa suplementação costuma ser realizada de forma personalizada, de forma que o indivíduo seja atendido exatamente na medida daquilo que precisa.

Não tem relação alguma com medicamento, afinal, mesmo em formato de cápsula, esse suplemento chega para auxiliar o organismo a nutrir-se.

Tanto que não tem papel em tratamentos de sintomas, como é o papel da maior parte dos medicamentos.

Assim, medicamento, remédio e suplemento são coisas muito diferentes. Espero com este artigo ter esclarecido da melhor forma.

Para saber mais, assista ao vídeo abaixo e aproveite para fazer a sua inscrição em meu canal do YouTube.